Notícias

Presidente do Sindifisco-PE quer convocação urgente de 20 auditores


Com um quadro composto de técnicos que estão na iminência de se aposentar, a Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) tem como principal desafio para aumentar a arrecadação tributária e a sua eficiência no papel de fiscalizar a sonegação fiscal, o aumento no quadro funcional.

O diagnóstico foi realizado durante entrevista ao Frente a Frente, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, com o novo presidente do Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária de Pernambuco (Sindifisco-PE), Francelino Valença, que também preside a Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco).

De acordo com Valença, a prioridade de sua gestão, que teve início no dia 2 de janeiro deste ano e segue até 2025, é reforçar o escopo de técnicos, a começar pela convocação imediata dos 20 nomes aprovados no último concurso de auditor fiscal realizado em dezembro de 2022, ainda na gestão de Paulo Câmara.

“A lista com os vinte nomes aprovados ainda não foi divulgada. Assim que essa listagem sair, vamos solicitar da governadora o chamamento imediato. A nossa casa está um pouco envelhecida, com servidores técnicos de carreira perto de se aposentar, o que pode comprometer a arrecadação fiscal e a fiscalização da Sefaz-PE no combate à sonegação fiscal, infelizmente, ainda muito alta no Brasil, estimada em R$500 bilhões, e em Pernambuco”, argumenta Valença.

O presidente do Sindifisco-PE lembra que é a partir da arrecadação fiscal e do combate à sonegação que será possível a governadora eleita fazer jus às propostas apresentadas e defendidas como pautas prioritárias durante sua campanha. “É importante destacar que um auditor fiscal quando nomeado não gera despesa, pelo contrário, seu trabalho faz com que aumente a arrecadação”, ressalta Valença já se antecipando a qualquer argumento contrário diante da redução das despesas defendidas na reforma administrativa do atual governo estadual.

Ainda segundo Valença, em breve, o Sindifisco-PE deve entregar ao novo secretário da Fazenda, Wilson José de Paula, um estudo que prevê, entre outros temas, pautas importantes para o aprimoramento do trabalho realizado pelo fisco estadual, a exemplo de um amplo debate sobre a reforma tributária.

“Já tivemos um encontro com o novo secretário, que nos causou uma boa primeira impressão, pois é um técnico de carreira na área fiscal e que chega para somar aos técnicos de carreira presentes no quadro da Sefaz-PE. Enquanto Sindifisco, vamos ajudar da melhor forma para que a Sefaz-PE possa realizar um trabalho de excelência para servir bem a sociedade pernambucana”, conclui Francelino Valença.

Fonte: Blog do Magno


« Voltar